©2019 by SBA - Transformação de Empresas e Negócios.

1) A SBA é mais uma empresa de consultoria ?


R: Não. Somos gestores. O modelo de consultoria tradicional contribui muitas vezes para identificar soluções específicas. Entendemos a transformação como um desafio diferente, mais hands-on e que recorre a competências de gestão pluridisciplinares: gestão de recursos humanos, financeiros e tecnológicos.

2) Com tantos anos de carreira, porque não ouvi ainda falar da SBA ?


R: Na SBA, o modelo de comunicação assenta na esfera de relações profissionais mais próximas, onde as empresas conhecem e valorizam mais a nossa reputação. Não nos revemos numa abordagem comercial de tipo "cold call".


3) Mas como funciona ?


R: Gostamos de referir a sigla DDS para enunciar 3 eixos: Draft (perceber o problema e qual a melhor solução), Delivery (entregar e fazer acontecer) e Support (garantir a otimização e inviabilizar o retrocesso). Se pretender aprofundar o nosso modelo, fale connosco.


4) Que garantias tenho de sucesso ?


R: O nosso track record entre quem trabalhou connosco está documentado e é profundamente diversificado, em termos setoriais. Desenhamos um roadmap diretamente ligado às principais ambições e preocupações dos nossos clientes e garantimos que existem evidências ao longo do processo de tudo o que está a acontecer.


5) Mas eu gostaria era de ter uma equipa mais capaz…


R:  A beleza do nosso modelo de abordagem é de que tudo é construído com a equipa. Procuramos fazer crescer a equipa e emergir uma nova geração de líderes. Tipicamente, damos prioridade à "prata da casa". Se for necessário, fazemos nós ou juntamos competências externas. O que gostamos é de "fazer fazer".

6) Considerando a vossa experiência, os serviços são caros ?

R:  A SBA acredita que deve ser possível aceder a expertise de gestão a valores comportáveis. O que as empresas pagam muitas vezes não é tanto o acesso a competência de gestão sénior, mas antes a exclusividade, algo que só se justifica para determinados desafios e a partir de uma determinada dimensão de empresa. Tipicamente o nosso contributo deixa uma marca muito positiva e é normal os clientes registarem o impacto que tivemos e nem se lembrarem do custo que teve.

7) Que benefícios posso esperar e como os medimos?

 

R:  Na SBA, praticamos todos os dias o princípio de que "o que não se mede, não se gere". Por isso, garantimos o desenho de uma visão clara e participada do que há a fazer, de um ponto de vista da gestão geral. Esse desenho é tornado realidade progressivamente, com uma monitorização periódica, ao nível de cada projeto identificado. Defendemos um modelo de alguma continuidade, para que não se possam reverter os ganhos conquistados.

8) Em quanto tempo verei resultados ?

R:  O nosso padrão de projeto aponta para 1 a 2 meses de assessment e projetos de transformação entre os 6 meses e os 2 anos. No entanto, os resultados começarão a aparecer muito rapidamente, a partir dos primeiros 2 meses. Depois, dependerá muito da natureza do projeto, das áreas de melhoria que tivermos pela frente e da robustez da equipa interna.

9) Em que condições vos procuram ?

 

R:  Temos sido muito contactados por empresários que sentem que estão demasiado concentrados nas "administrativites", o que tem um enorme custo de oportunidade e é um obstáculo ao crescimento das suas empresas. Noutros casos, sente-se que os serviços de suporte ao negócio (RH, IT, Financeiro, Marketing) são insuficientemente robustos para os desafios que a empresa sente. Alguns empresários sentem também a sua empresa algo estagnada, sem uma dinâmica de inovação e melhoria contínua. Temos ainda quem sinta em simultâneo todos estes problemas. Como contratar em exclusivo alguém que resolva tudo isto implica um investimento elevado, é necessária uma abordagem diferente. É aí que surge a SBA.

10) Falam muito em "transformação" ?​ O que significa ?

R:  A nossa ambição é a de produzir muitas melhorias complementares, em termos de organização, eficácia e eficiência, contribuindo para que os decisores passem a ser mais bem suportados por uma equipa mais capacitada. Para além disso, distingue-nos a  abrangência funcional das melhorias, que vão desde a estratégia e da função financeira até ao capital humano e à dimensão tecnológica. Deixar uma empresa irreconhecível para melhor. É isso que nos move.